Própolis tem grande demanda durante a pandemia

Própolis tem grande demanda durante a pandemia

Você já ouviu falar em própolis? Se teve alguma dor de garganta, com certeza usou este líquido precioso para tratá-la. Geralmente a própolis é a primeira opção em casos de gripe e seus sintomas. Além disso, ela pode ser usada também para manter nosso sistema imunológico forte, prevenindo diversas doenças.

 

A própolis é um líquido processado pelas abelhas e entregue para nós como um presente. Na colmeia, ela atua como uma barreira contra fungos, goteiras e até vírus, sendo aplicada para vedação. Em suma, a própolis é formada por seiva e resina de plantas próximas à colmeia, e sua composição é extremamente nutritiva para nosso organismo.

 

Por conta da pandemia do novocoronavírus, mais precisamente pelos sintomas apresentados pela doença, a própolis sofreu uma grande demanda por parte da população. De fato, comoos sintomas são parecidos com os da gripe comum, a população instintivamente pensou na própolis como solução para a nova doença.

 

A procura pela própolis foi forte em março, quando a pandemia foi efetivamente declarada pela OMS. Só para exemplificar, a Casa do Mel, uma empresa especializada em produtos vindos de abelhas, passou de 500 para 1.300 frascos de própolis vendidos no mês. Angela Siqueira, sócia proprietária da Casa do Mel, comentou que faltaram embalagens, frascos e rótulos na época.

.

Porém, embora consumir própolis seja recomendado em praticamente todos os casos, não se sabe ao certo se ela é ou não eficiente contra o covid-19. Atualmente existem estudos que buscam comprovar sua eficácia, mas ainda estão em fase inicial e seus resultados preliminares sairão apenas no fim de 2020.

 

A busca pela própolis é mundial

A população brasileira não é a única de olho na própolis e um exemplo disso são as exportações da Breyer. Segundo a própria empresa, é esperado um aumento de 30% nas exportações do produto em 2020 quando em comparação com 2019. A Breyer trabalha em conjunto com mais de 500 apiários brasileiros.

 

Um dos diretores da empresa, Daniel Henrique Breyer, afirmou que há um crescimento na demanda por própolis enorme principalmente entre países asiáticos. Dessa forma, países como Japão, China e a Coréia do Sul, por exemplo, estão batendo recordes de consumo. Porém, Daniel disse que a Europa e os EUA estão demonstrando grande interesse pelo produto também.

 

Existe uma preferência quanto à tonalidade da própolis: em sua maioria, os consumidores escolhem a verde. No entanto, Daniel aponta essa preferência como fruto de pesquisas realizadas no Japão. Como a própolis verde teve mais pesquisa do que as outras por lá, acabou levando essa tendência para os outros países, fazendo com que a própolis verde ganhasse grande popularidade.

 

No entanto, conforme mais pesquisas são realizadas com os demais tipos de própolis, é possível notar as características de cada uma e seus benefícios para o corpo humano. Assim, independentemente da cor da própolis, ela com certeza traz benefícios para sua saúde.

 

E você, caro leitor, comprou alguns fracos de própolis durante a pandemia? Deixe sua resposta nos comentários.

 

Fonte: Gazeta do Povo